Pular para o conteúdo principal

Concurso de literatura da Func bate recorde de participação

Literatura de cordel: nova categoria do concurso



















O Concurso Literário Cidade de São Luís, promovido pela prefeitura através da sua Fundação Cultural, bateu recorde de participação em todos os tempos. Segundo informações dos organizadores, 220 pessoas se inscreveram nas diversas categorias, incluindo poesia, romance, conto, infantojuvenil e a estreante literatura de cordel.
Jurados de São Luís e de fora do Maranhão irão julgar os trabalhos concorrentes, devendo os resultados ser anunciados durante a próxima Feira do Livro da cidade, que acontece em outubro. Primeiro e segundo lugares de cada categoria ganharão prêmio em dinheiro (7 e 3 salários mínimos respectivamente). E os primeiros colocados terão direito ainda à publicação da obra.
Os esforços da equipe em resgatar a tradição do concurso tem sido, desde a gestão de Francisco Gonçalves na Func e agora com Marlon Botão, decisiva para que mais autores se interessem em participar. Pelo que sei, é a primeira vez que profissionais de fora são contratados para fazer parte do júri, o que certamente aumenta sua credibilidade. Além disso, o concurso foi estendido (o que nem todo mundo concorda) para todo o estado. A inclusão da literatura de cordel igualmente deve ter contribuído para o aumento dos números, em que pese o que considero uma falha no edital no que diz respeito às regras para concorrer nessa categoria: a limitação do trabalho a vinte estrofes, o que dificulta o desenvolvimento de um poema e resultará num folheto sovina, mais fino do que qualquer um dos que a gente compra nas bancas de revistas da Deodoro.

Postagens mais visitadas deste blog

FEIRA DO LIVRO COMEÇA SÓ SEGUNDA

Não teve jeito. A Feira de Livros de São Luís, que este ano deveria festejar uma década de existência, arrisca ser a mais fraca de todos os tempos. Alguns dos motivos: 1) A feira, que antes era realizada em dez dias, ficará com apenas sete. Ou seja, perderá um fim de semana, acarretando tremenda perda para os livreiros e para a comunidade, que terá menos tempo para visitação; 2) A feira encolheu de tamanho. Dos 32 stands a serem administrados pela Associação dos Livreiros, ficaram 28, o que acarretou a lamentável saída de uma das maiores editoras deste país, a Paulus; 3) Afora a mídia institucional e a pouca espontânea, a Felis praticamente não contou com divulgação, o que é impensável para um evento desse porte; 4) A forma atabalhoada e de última hora como a estrutura está sendo montada. Tanto que, prevendo-se que não estarão concluídas até amanhã (o que parece óbvio), resultou no cancelamento da abertura oficial do evento. E por que aconteceu assim? Muito provavelmente (em que pese …

Feira do Livro: veja a programação de hoje

Programação da 10ª Feira do Livro DIA 08 DE NOVEMBRO
(terça-feira)

CAFÉ LITERÁRIO
Local: Centro de Criatividade Odylo Costa, filho 17h – Sarau Musical "Brilhando no Café"
Realização: Curso de Licenciatura em Música - DEART – UFMA 17h30 – Bate-Papo Literário: Gonçalves Dias: as várias faces do poeta maior
Debatedores: Weberson Fernandes Grizoste, Dino Cavalcante e Renata Ribeiro
Mediador: José Neres 19h – Sarau Café com Canção
Realização: Curso de Licenciatura em Música da Universidade Estadual do Maranhão - UEMA
PALCO FELIS
Local: Praça Nauro Machado 14h – Ciranda da Rosa Vermelha – UEB Primavera 14h40 – Dança do Ventre – UEB Primavera 15h – Nazuá e o Arco íris – Residência 05 16h – Baú de Histórias – Xama Teatro 17h – A mala do biruta – André Coelho 18h30 – Um apartamento no céu - NAFEM CONFERÊNCIAS
Local: Praça Nauro Machado
Horário: 20h Palestrante: Eduardo Bueno (RS)
Tema: Na Estrada da História
Mediador: Marcus Saldanha (jornalista e historiador) CASA DO ESCRITOR MARANHENSE – LANÇAMENTO DE…

Prefeitura garante realização e livreiros se preparam para a 10ª FELIS

Diante da garantia por parte da Secretaria de Cultura Municipal de que a Feira do Livro de São Luís irá acontecer, a Associação dos Livreiros do Maranhão (ALEM) realizou ontem sorteio dos stands disponibilizados pela organização aos associados da instituição. Segundo Milton Lira, a reunião aconteceu em clima de otimismo e a expectativa é de que a Feira aconteça. Além do fato de ser ano de eleição, a desconfiança de que a 10ª FELIS não seria realizada ganhou força nos últimos dias, quando a empresa responsável pela montagem da estrutura do evento, que deverá acontecer na Praia Grande, teria suspendido seu planejamento por falta de assinatura de contrato com a Prefeitura. Agora é ver se o tempo que resta até a abertura da FELIS (o que está previsto para este fim de semana) será hábil para a montagem da estrutura física, que até ontem não havia começado.