MILTON LIRA VOLTA A DEFENDER POSIÇÃO DOS LIVREIROS COM RELAÇÃO À FEIRA DE LIVROS

Diante dos incômodos que a Carta Aberta dos livreiros aos candidatos a prefeitura de São Luís possam ter ocasionado, Milton Lira, membro da diretoria da Associação dos Livreiros do Maranhão (ALEM) voltou a defender o documento. Segundo Milton, a intenção não foi de maneira nenhuma criticar de forma irresponsável a organização da Feira de Livros de São Luís, mas sim contribuir com sugestões e ideias que possam vir a somar no processo de construção do evento. “Queremos uma feira cada vez maior e mais forte, uma feira com a qualidade que a população de São Luís merece, e só conseguiremos isso sem medo de pensar e opinar”, disse o livreiro.
A Carta foi publicada ontem no jornal O Estado do Maranhão. É dirigida tanto a Eduardo Braide como a Edivaldo Holanda Júnior. Entre suas considerações gerais, o documento demonstra que a feira, nos últimos seis anos, perdeu em tamanho e qualidade, e aponta uma série de questões que precisam e devem ser revistas a fim de que a Felis recupere sua grandeza anterior. “Nada que não seja evidente, nada que as pessoas não saibam”, salientou Milton. Entre os problemas apontados pelos livreiros estão, por exemplo, a falta de um cronograma regular, uma vez que não existe uma data certa para o evento acontecer: falta de um orçamento definido, e a eterna indefinição sobre o local, sendo que a Feira já aconteceu na Maria Aragão, Ceprama, Convento das Mercês e, por último, na Praia Grande.  



Postagens mais visitadas