Feira do Livro ameaçada de não acontecer


Por Geraldo Iensen
Pelo menos a classe artística da cidade está num clima tenso. Estão circulando desde quinta-feira informações que levam a crer que a 10 ª Feira do Livro de São Luís – 10 ª FELIS, marcada para os dias de 6 a 13 de novembro, pode não ser realizada. Os motivos são muitos.
O primeiro sinal veio através de um texto que percorreu grupos de whatsapp dizendo que “a estrutura dos stands da Feira do Livro que estava sendo montada foi recolhida, por embargo do IPHAN, alegando falta de pagamento da prefeitura das autorizações anteriores e a deste ano, E corre o risco de a feira não acontecer”.
Em contato com Raphael Pestana, Coordenador técnico do IPHAN, foi esclarecido que o IPHAN não embargou nada e nem cobra por “análise ou aprovação de qualquer coisa”. Porém, segundo o coordenador, “todo ano eles mandam o projeto com meses de antecedência. Agora eles mandaram em cima da hora e mesmo assim nós analisamos e devolvemos para eles complementarem o projeto com as informações, como fazemos todo ano, e eles nunca deram nenhuma resposta”. Ou seja, pelas declarações do coordenador técnico do IPHAN, sequer há uma anuência do órgão para com a FELIS.
A montagem da estrutura da feira foi o início da desconfiança e apreensão dos artistas. Na quarta feira, o estacionamento em frente à Casa do Maranhão estava interditado, para montagem da FELIS, mas no dia seguinte, quinta feira já funcionava normalmente. Fato comprovado por taxistas e flanelinhas do local. O feriado do funcionalismo público dificultou o contato com a organização da feira.
O ator Urias Oliveira publicou num perfil de rede social que “até agora não saiu a seleção dos espetáculos para a Feira do Livro. Ontem um assessor do Holandinha (sic) garantiu que ele não assinou o contrato e só assinará após a eleição. Por isso a empresa que estava iniciando a montagem da estrutura na Praia Grande desmontou e sumiu. Será?”.

O fato é que a prefeitura tem uma semana para fazer tudo o que falta para a realização da Feira do Livro. E uma coisa é certa, montar toda aquela estrutura e organizar os stands em apenas uma semana é uma tarefa árdua. E, a julgar pela desconfiança dos interessados, escritores, palestrantes, atores e público a dúvida sobre a concretização da 10ª FELIS é geral.

Postagens mais visitadas