Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2012

SETE TEMAS DE CORDEL

Sabe-se que comparado com outros estados do nordeste, o Maranhão não se posiciona como um grande produtor de cordel. Mas outro dia descobri um livro interessante, dando prova de que aqui e ali aparece alguém tentando difundir no estado essa que é uma das mais autênticas expressões poéticas do país. A obra, de Ribamar Lopes (um conterrâneo de João do Vale, nascido em Pedreiras), chama-se Sete temas de cordel, e embora tenha só agora chegado às minhas mãos, foi publicado em primeira e única edição em 1993 pelo Plano Editorial da Secretaria de Cultura do Maranhão. Como o nome indica, o livro analisa sete temas de cordel, dentre os mais recorrentes, como o personagem bíblico Judas, o trava-língua, a cachaça, os animais, o diabo e seus muitos nomes, a mulher e até o canto introdutório nos versos de cordel. Detalhe: na produção de Sete temas de cordel, a revisão, naturalmente bem intencionada, deu nos versos contidos na obra uma lapidada de bom português, mas cometendo, no entender do a…

BMK e Flexa Empreendimentos doam livros a escola comunitária

O Grupo BMK e Flexa Empreendimentos, em apoio ao Lê Maranhão, doou 50 (cinquenta) livros infantojuvenis para a Escola Comunitária Nossa Senhora da Conceição, da Cidade Olímpica. Nossos agradecimentos ao diretor da Flexa e BMK, Bismarck Guimarães, por colaborar com mais esse esforço de fazer chegar às mãos das nossas crianças, obras voltadas para a cultura do Maranhão. Até o momento, 700 livros foram doados a escolas comunitáris de São Luís por meio do Projeto Lê Maranhão. Foram nossos parceiros nessa iniciativa, entre outros colaboradores, o Posto Ondina, restaurante Feijão de Corda, Grupo Lavamatic, Real, Cauê Veículos e grupo BMK. Na foto, a diretora Clenilde recebe os livros das mãos do doador.

Primeira feira de cordel, em Fortaleza

Texto: Divulgação A Literatura de Cordel está com a corda toda. Gênero literário surgido no Nordeste,o Cordel teve em Leandro Gomes de Barros (1865-1918), paraibano de Pombal, seu primeiro grande difusor e seu criador mais ilustre. Autor de clássicos que se imortalizaram em mais de um século, a exemplo de Juvenal e o Dragão, O Cachorro dos Mortos e A Donzela Teodora, Leandro é a referência maior da atual geração de cordelistas, na qual brilham nomes como o de Klévisson Viana, Rouxinol do Rinaré, Arievaldo Viana e Marco Haurélio. É justamente Klévisson Viana, cearense de Quixeramobim, poeta popular, editor e ilustrador, o idealizador da I Feira Brasileira de Cordel, que terá como palco o Centro Cultural Dragão do Mar, um dos mais respeitáveis espaços culturais de Fortaleza. Entre os dias 17 e 19 de julho, a capital cearense receberá alguns dos mais representativos criadores da poesia popular, entre os quais os baianos Bule-Bule e Marco Haurélio, os paraibanos Chico Pedrosa e Chico…