Luzeiros foi pioneira na dobradinha cordel+quadrinhos



A propósito do post anterior. O poeta e editor da Nova Alexandria, Marco Haurélio, lembra que a editora Luzeiros, nos anos 1960, publicou uma série de clássicos de cordel em quadrinhos, iniciativa muito criticada na época, ainda que produzida por feras nacionais como Nico Rosso, Sergio Lima e Eugenio Collonese. E que, mais recentemente, Klévisson Viana e Eduardo Azevedo quadrinizaram o grande épico de Leandro Gomes de Barros, a Batalha de Oliveiros com Ferrabrás, com texto de apresentação do próprio Marco. Ainda na linha cordel+quadrinhos, Marco Haurélio, em parceria com Jô Oliveira, prepara mais uma surpresa que em breve chegará às livrarias.

Comentários

Postagens mais visitadas